Adepac comemora aprovação de projeto que aumenta pena de maus-tratos contra animais e zoofilia

A Câmara dos Deputados aprovou há uma semana o projeto de lei que aumenta pena em casos de maus-tratos contra animais e tipificou a zoofilia. O texto atual prevê três meses a um ano de detenção, além de multa. Com o novo texto, a punição passará a variar de um a quatro anos de detenção, além de multa. No dia seguinte, o Senado aprovou a ampliação da pena para maus-tratos a animais e estabelece punição financeira para estabelecimentos comerciais que permitirem ou praticarem o ato. A matéria foi comemorada por grupos de ativistas em defesa dos animais, a exemplo da Associação de Proteção Animal de Caxias (Adepac).

Desde o caso envolvendo o grupo Carrefour que resultou com a imagem de um cachorro morto nas dependências de uma unidade da rede na cidade de Osasco, na Grande São Paulo, a Adepac passou a divulgar um abaixo-assinado que solicitava que o Senado colocasse em pauta um projeto de lei que aumenta as penas para crimes de maus-tratos e abandono de animais.

“Essa aprovação é uma grande vitória para a causa animal. Sabemos que os maus tratos não vão acabar, mas as pessoas irão pensar mais antes de cometer esses crimes. As pessoas estão lutando e mostrando sua indignação contra essa situação. Só assim iremos conseguir mais direitos para os animais. A missão continua”, comenta a coordenadora da Adepac, Lívia Maria.

Os interessados em conhecer os trabalhos desenvolvidos pela Associação de Proteção Animal de Caxias, entrar em contato pelo telefone (99) 98111-1136, ou seguir as suas redes sociais (Instagram e Facebook).

Mais

A sugestão de pena mais rigorosa é do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE).