Após desabamento, Castelinho passará por reforma completa

Após um mês e meio do desabamento do teto do Ginásio Castelinho, no Complexo Canhoteiro, em São Luís, o Secretário de Desportes e Lazer, Rogério Cafeteira, falou sobre a previsão para recuperação da praça esportiva. Segundo Cafeteira, além da recuperação do teto, o Castelinho passará por reformas para se tornar um ginásio acessível e deve ter uma nova quadra.

– Faremos a cobertura. Em seguida faremos uma reforma em todo o ginásio. São prédios antigos, da década de 80, onde não existia a legislação de acessibilidade e não havia essa preocupação. Aproveitaremos para refazer essas adequações necessárias, vamos refazer a quadra e as reformas necessárias em toda a estrutura. Teremos um ginásio novo.Rogério Cafeteira promete reforma completa no Castelinho — Foto: Reprodução / TV Mirante

Rogério Cafeteira promete reforma completa no Castelinho — Foto: Reprodução / TV Mirante

No primeiro momento, o trabalho realizado no local é para a retirada da estrutura do teto que desabou, além de equipamentos e documentos que estavam no ginásio. Segundo Cafeteira, o prazo inicial é de um ano, mas que pode ser prorrogado por até cinco anos.

– O prazo pode ser prorrogado por até cinco anos, mas acredito que em um ano, mais ou menos, a gente poderá concluir essa obra. Sobre a questão da perícia, eu entrei em contato com o ICRIM e nos passou que devem passar nos próximos 15 dias. Ainda não foi apresentado um laudo, porque as peças que sofreram fratura foram levadas para laboratório para uma análise mais profunda. Segundo foi informado o laboratório da UFMA não estavam completo e foi levado para o laboratório da UEMA – explicou o secretário.

Além da recuperação do Ginásio Castelinho, Rogério Cafeteira falou sobre a situação do parque aquático. O local, com duas piscinas olímpicas, está abandonado, com ferragens expostas e água acumulada, o que facilita a proliferação do mosquito da dengue. O secretário anunciou que será dada uma ordem de serviço para a recuperação do local e estima em 15 meses a conclusão das obras.

– Não passará de 10 dias, provavelmente, darei a ordem de serviço para a recuperação do parque aquático. Quero ressaltar o trabalho do secretário Clayton Noleto para recuperar esse recurso, que existia para as piscinas. Teremos uma estrutura de nível olímpico para receber quaquer competição. Piscinas com as mesmas tecnologias usadas nas Olimpíadas. Em um espaço curto de tempo, creio que em 15 meses, aproximadamente, o parque aquático estará totalmente recuperado. Precisamos dar utilidade e o Complexo Canhoteiro é subutilizado pela população.