Bolsonaro deve se reunir com Regina Duarte na tarde desta segunda-feira, no Rio

O presidente Jair Bolsonaro deve se reunir na tarde desta segunda-feira (20), no Rio de Janeiro, com a atriz Regina Duarte. A informação é de assessores do presidente. Na conversa, marcada para 15h, no aeroporto Santos Dumont, os dois vão falar sobre o convite para ela assumir a Secretaria Nacional de Cultura.

Na sexta-feira (17), o então secretário nacional de Cultura, Roberto Alvim, foi demitido por Bolsonaro. Alvim publicou nas redes sociais um vídeo no qual faz um discurso com frases semelhantes às usadas por Joseph Goebbels, ministro da Propaganda do governo nazista de Adolf Hitler. O nome de Regina Duarte surgiu dentro do governo como o favorito para a vaga de Alvim.

A Secretaria Nacional de Cultura herdou as atribuições do antigo Ministério da Cultura, extinto por Bolsonaro. Ainda não há uma definição se, com a eventual ida de Regina Duarte para o governo, a Cultura ganharia status de ministério novamente.

Na agenda oficial da Presidência para esta segunda, não consta a conversa com a atriz. Bolsonaro viajou para o Rio nesta manhã. Na agenda, estão marcados uma reunião com o prefeito da cidade, Marcelo Crivella, e um almoço com oficiais da Marinha.

Discurso do ex-secretário

Assim como Goebbels havia afirmado em meados do século XX que a “arte alemã da próxima década será heroica” e “imperativa”, Alvim afirmou que a “arte brasileira da próxima década será heroica” e “imperativa”

Compare as falas:

Alvim

“A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada”

Goebbels

“A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada”