‘Confio no Congresso’, diz Paulo Guedes sobre a reforma da Previdência

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ao blog nesta quarta-feira (10) que “confia no Congresso”, no dia em que a Câmara dos Deputados pretende votar a reforma da Previdência, no plenário, em 1º turno.

O ministro Paulo Guedes afirmou também, ao blog, “que seria impossível aprovar essa reforma sem o empenho de Marcelo Ramos, Samuel Moreira e Rodrigo Maia [presidente da Câmara]”.

O deputado Marcelo Ramos (PR-AM) foi o presidente da comissão especial que aprovou a reforma da Previdência e o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), o relator do texto aprovado.

A equipe de Paulo Guedes já tem uma agenda econômica para o segundo semestre, após a aprovação da Previdência.

O ministro tem repetido, nos bastidores, que “vai dar tudo certo”, e que o Brasil “vai decolar” após a aprovação da Previdência. Com isso, investidores serão atraídos e o ambiente econômico vai melhorar.

Entre os itens da agenda do governo para o pós-previdência, estão a reforma tributária e as privatizações.

O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), disse à reportagem que o número de parlamentares que votaram para encerrar a discussão da Previdência na madrugada desta quarta (10) – 353 votos – foi surpreendente, e mostra a disposição de parlamentares de votarem pela reforma.