Cresce o número de empregos na indústria em Imperatriz

O setor industrial está atualmente produzindo empregos em Imperatriz, a 626 km de São Luís, e possibilitando a evolução do produto interno bruto do município. O setor foi o que mais empregou nos últimos 12 meses. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de janeiro a julho deste ano, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico criou 458 postos de trabalho.

O estudo mostra ainda que a indústria de transformação, que inclui os alimentícios, bebidas, roupas, papel e moveis, teve um saldo de 172 vagas de empregos formais. Na indústria de utilidade pública foram 11 e outros 275 postos de trabalho na construção civil, que também é considerada indústria, pela classificação nacional de atividades econômicas.

A segunda maior produtora de celulose de eucalipto do mundo tem a mais nova unidade produtiva em Imperatriz com capacidade de produção de mais de um milhão e meio de toneladas de celulose por ano, além de 60 mil toneladas anuais de papéis sanitários. Os números também evidenciam o crescimento da empregabilidade da indústria em 2018.

Toda a cadeia produtiva da fábrica de celulose tem hoje um quadro de 5.200 profissionais e esse número já reflete um aumento de 5% em relação ao ano passado. A gerente de gestão da fábrica, Simone Caixeta, diz que do número total de empregados, 3.700 são terceirizados. “Hoje nós temos, entre empregos diretos e indiretos, 5.200 prestadores, e aí nós temos 1.532 colaboradores próprios e aproximadamente 3.700 terceiros”, explicou.

Uma indústria de sorvete genuinamente imperatrizense, que distribui para todo o estado, também deu um salto na proporção de novos contratados para o quadro geral de funcionários. São 74 ao todo, mas num cenário de crise com as demissões eles chegaram a 58. O empresário Clynewton Dias conta que este ano a empresa voltou com a tendência de crescimento, principalmente com os novos investimentos feitos na distribuição de polpas e sorvetes de açaí. “A fábrica já contratou 16 pessoas nessa retomada e até o final do ano acredito que vai vir mais 10 contratações e isso mostra o cenário de crescimento da economia e da indústria aqui de Imperatriz e da nossa região”, finalizou.