Governo suspende visitas em unidades prisionais do Maranhão por 15 dias

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) suspendeu nessa segunda-feira (23) as visitas no sistema prisional do Maranhão por 15 dias. A medida foi determinada para evitar novas transmissões causadas pelo novo coronavírus e o vírus H1H1 em presos das unidades do estado.

De acordo com a SEAP, o prazo pode ser prorrogado e vai depender da situação epidemiológica no estado. As visitas poderão ser realizadas por videoconferência, de acordo com algumas normas impostas pelo governo do estado, e que serão publicadas em outra normativa. As visitas realizadas por advogados também serão feitos por videoconferência.

A secretaria também suspendeu a entrada de alimentos nas unidades prisionais de todo o estado. Por conta disso, será fornecido um lanche a mais por dia aos internos, enquanto durarem as restrições de visitas por conta da pandemia da Covid-19 no Maranhão.

Além disso, também foram suspensas por 15 dias, as atividades de escolta com exceção para casos com requisição judicial ou de emergência. Continuam paralisadas as atividades de assistência religiosa, capelania, projetos sociais e de assistência educacional que necessitam de acesso do público externo ao sistema penitenciário.

Eventos comemorativos também foram proibidos nas unidades prisionais e na sede administrativa da SEAP. O órgão ainda informou que as ações de alfabetização como os projetos ‘Ibraema’, ‘Remição pela Leitura’ e os cursos à distância (EAD) continuam sendo realizados normalmente.