Incêndio em terra indígena Arariboia é controlado, anuncia Ibama

Agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) realizaram um sobrevoo na terra indígena Arariboia na manhã deste sábado (9) e informaram que não foram encontrados vestígios de incêndio. A terra indígena possui 413 mil hectares e sofria com quatro focos de incêndio nos últimos dias.

Cerca de 60 brigadistas, a maioria indígenas, trabalharam para combater o incêndio. Eles contaram com a ajuda de dois helicópteros para conter o fogo. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), as chamas destruíram 5.000 hectares, o equivalente a 5 mil campos de futebol.

Paulo Paulino “Lobo Mau” Guajajara morreu no local — Foto: Sarah Shenker/Survival InternationalPaulo Paulino “Lobo Mau” Guajajara morreu no local — Foto: Sarah Shenker/Survival International

Paulo Paulino “Lobo Mau” Guajajara morreu no local — Foto: Sarah Shenker/Survival International

O incêndio foi iniciado após a morte do líder indígena Paulo Paulino Guajajara, integrante dos ‘Guardiões da Floresta’ e de um madeireiro, durante um confronto dentro da reserva no dia 1º de novembro. Uma das principais suspeitas é a de que um incêndio tenha sido provocado por madeireiros que atuam na região, mas o caso ainda está sendo investigado.