Legislativo Caxiense comenta resultado do primeiro turno das eleições 2018

As eleições 2018 no Maranhão foram definidas logo no primeiro turno. O Legislativo Caxiense comentou o resultado na sessão dessa quarta-feira (17).

Ximenes (PR) parabenizou os candidatos eleitos pelo grupo político que ele faz parte, mencionando Zé Gentil (PRB) para deputado estadual e Cléber Verde (PRB) para deputado federal, bem como os outros apoiados pelos demais colegas de parlamento, a exemplo de Edilázio (PSD) e Paulo Marinho Júnior (PP) para deputado federal. “Pela primeira vez na minha vida eu estou vendo uma eleição de voto casado na nossa cidade e alguém está reclamando que foi traído. A maior votação já recebida por um deputado federal em Caxias foi essa. Mas eu dizia antes e vou repetir agora, nem um reconhecimento aos colegas que apoiaram se viu por aí”, observou.

Para Neto do Sindicato (PC do B), o grupo do prefeito Fábio Gentil (PRB) foi o grande vitorioso dessas eleições. “Apoiou o governador Flávio Dino (PC do B) com uma grande maioria de votos. Seu pai, um dos deputados mais votados dessa cidade, que fez dobradinha com Paulo Marinho Júnior, com uma das maiores votações para deputado federal de Caxias. A união que deu a eleição do município de Caxias ao prefeito Fábio Gentil e ao vice-prefeito Paulo Marinho Júnior, o povo também abraçou nessas eleições. Isso demonstra que o povo quer a união desse grupo para bem administrar a nossa cidade”.

O vereador Repórter Puliça (PRB) parabenizou o êxito das candidaturas de Zé Gentil, Adelmo Soares (PC do B) e Cleide Coutinho (PDT) para a Assembleia Legislativa, “porque quem ganha com isso é o povo de Caxias, que agora não tem como reclamar com três deputados estaduais eleitos”.

Darlan (PHS) disse que, apesar da vitória do grupo político do prefeito, ficou triste com alguns apoios. “Eu não nego o meu voto. 10 declararam apoio a Alexandre Almeida ao Senado, justamente porque ele é da Região dos Cocais, e lá em Timon a votação de Paulo Marinho Júnior foi pífia. Mas em Caxias todos fizeram a sua parte”, destacou o vereador.

A fala de Sargento Moisés (PSD) foi voltada aos deputados estaduais eleitos por Caxias. “Todos nós somos vencedores, pois participamos diretamente apoiando um dos três candidatos a deputado (Zé Gentil, Adelmo Soares e Cleide Coutinho). De público, parabenizo eles, pois quem ganha com tudo isso é o nosso município, que estava órfão de representatividade”.

Durval Júnior (PSB) analisou a eleição para deputado federal. “Eu e meus companheiros vereadores conseguimos quebrar o recorde de deputado federal no município de Caxias, que até então era do atual governador Flávio Dino, ultrapassando em mais de seis mil votos. Ou seja, o grupo é forte, é bom, trabalhou correto, e o reconhecimento maior é do povo”.

Segundo Mário Assunção (PPS), Caxias agora conta com três deputados estaduais (Zé Gentil, Adelmo Soares e Cleide Coutinho) e dois federais (Cléber Verde e Edilázio, este último apoiado e destacado pelo vereador). “Politicamente, o maior vencedor foi o prefeito Fábio Gentil que conseguiu um feito inédito, transferindo votos para Zé Gentil (o deputado mais votado) e para Paulo Marinho Júnior. Não vejo onde teve traição, pois ele bancou a campanha do seu deputado federal praticamente 100%, restava o candidato buscar votos em outros municípios, pois o que elege é a votação”, afirmou.

O presidente da Câmara, vereador Catulé (PRB), fez uma retrospectiva do quadro político de Caxias. Ele lembrou quando o município teve dois senadores, dois deputados federais, e praticamente elegeu quatro deputados estaduais, “e de repente ficamos zero nesse quadro de representação. Mas desta feita foi diferente, o povo e parte da classe política que se uniu pensaram muito bem. Essa Casa se dividiu com respeito e urbanidade”. O parlamentar citou a escolha de Cléber Verde, “que recebeu muito antes título de Cidadão Caxiense, que sem oferecermos nada para ele, foi quem enviou para a nossa cidade uma fábula para que o prefeito Fábio Gentil, nos piores momentos, logo quando chegou na prefeitura, pudesse, como por exemplo, pagar a folha de funcionários para honrar aquele sistema de pagar antes do dia 30. Aos vencedores as batatas! Agora temos que nos preparar para a maior eleição do Brasil, que é a eleição municipal”.