Número de casos de AIDS cai em Caxias

Um levantamento feito pelo Centro de Testagem Anônima mostra que o número de casos de AIDS caiu em Caxias. O número de pessoas que procuram o CTA cresceu. Este ano já foram feitos 5 mil exames que detectam o vírus HIV.

O teste é simples, rápido e seguro. Em poucos minutos, o resultado. “Caso o resultado dele dê positivo, ele é encaminhado para o nosso serviço”, diz a coordenadora do CTA Kelma Bezerra.

O mês de dezembro é dedicado à importância do diagnóstico precoce e, principalmente, ao tratamento da AIDS.

Em Caxias, profissionais do Serviço de Atendimento Especializado estão nas ruas com a campanha de alerta à população.

Só esse ano até agora, já foram realizados mais de 5 mil testes em Caxias. Em 2018 já foram confirmados 60 novos casos da doença, o número é quase metade do registrado em 2016, quando 109 pessoas tiveram o diagnóstico positivo para o HIV.

Ao todo, já foram confirmados 788 casos da doença na cidade. Desse total, 414 infectados são homens e 374 mulheres.

A AIDS ainda não tem cura, mas se levado o tratamento a sério a pessoa consegue ter uma vida completamente normal.

A dona de casa Elza Soares convive com o vírus há 19 anos. No começo até pensou em desistir, mas a força de vontade sempre falou mais alto e deu resultado. Hoje o vírus está indetectável, que é quando, segundo os especialistas, a imunidade se restabelece a ponto de impedir que o HIV seja transmitido por meio de relações sexuais. “Foi difícil, mas aí com muita ajuda e luta eu estou aqui. É muito importante levar o tratamento a sério e também debater o preconceito, porque o preconceito é o que mata, e não a doença”, afirma ela.