Polícia conclui inquérito da morte de idoso de 78 anos em Codó

A Polícia concluiu o inquérito da morte de Raimundo Campelo dos Santos, de 78 anos, assassinado no dia 13 de outubro em Codó, a 290 km de São Luís.

Segundo o delegado regional, Gilvan Lucas de Sousa, por meio de uma investigação a polícia chegou a Genilson Marçal, 23, que confessou ter assassinado o idoso.

“Nós verificamos algumas câmeras nessa região próxima a residência do idoso. Chegamos a alguns nomes e após entrevista com essas pessoas chegamos ao nome do suspeito. A partir de então nós conversamos com ele que confessou como teria acontecido o crime”, explicou o delegado.

Genilson Marçal, de 23 anos, confessou ter assassinado o idoso durante o roubo de R$500.  — Foto: Reprodução/ TV Mirante Genilson Marçal, de 23 anos, confessou ter assassinado o idoso durante o roubo de R$500.  — Foto: Reprodução/ TV Mirante

Genilson Marçal, de 23 anos, confessou ter assassinado o idoso durante o roubo de R$500. — Foto: Reprodução/ TV Mirante

Genilson já tinha algumas passagens pela polícia por pequeno furtos e contou que entrou pelo teto da residência do idoso que morava sozinho. Após amarrar a vítima, levou R$500 que estava no bolso do idoso.

Disse que gastou tudo em uma festa com bebidas e drogas e até distribuiu dinheiro entre amigos. Sobre como teria matado Raimundo Campelo, Genilson disse que o viu bater com a cabeça na parede durante uma luta corporal com o idoso, mas que não imaginava que a pancada o levaria a morte.

O delegado não acredita nesta versão. “Na verdade, nós acreditamos que ele tenha ceifado a vida do idoso tendo em vista que ele tinha marcas na região do pescoço. Nós estamos só aguardando o laudo definitivo do Instituto Médico Legal (IML) para constatar essa hipótese”, finalizou.