Polícia prende bando que planejava sequestrar famílias de bancários no Maranhão

Sete pessoas foram presas e um adolescente apreendido em uma operação das polícias Civil e Militar, na última sexta-feira (1º), em Bacabal, distante 196 km de São Luís. De acordo com a investigação, os presos planejavam o sequestro de funcionários do Banco do Brasil e de suas famílias para extorquir os servidores públicos. Os bandidos foram presos antes de cometerem o crime. Quatro armas de fogo foram apreendidas com o bando.

Os alvo dos criminosos são servidores da agência do Banco do Brasil de Poção de Pedras, distante 256 km de São Luís. A operação foi coordenada pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) e contou com o apoio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar e também do Centro Tático Aéreo (CTA).

Segundo o delegado Armando Pacheco, o adolescente foi apreendido por ser o responsável pelo transporte do armamento do bando do Pará para o Maranhão. Os presos são dos estados do Maranhão, Piauí e Pará.

“Eles iam fazer extorsão mediante sequestro contra funcionários do Bando do Brasil da cidade de Poção de Pedras. Eles já tinham fotos dos familiares, das residências e das rotinas das vítimas. Eles contavam com a ajuda de um morador da cidade”.

Segundo a polícia, o plano dos criminosos era manter os familiares em cativeiro e forçar os funcionários a sacar a quantia determinada. Um crime com características semelhantes foi registrado em agosto deste ano em Buriticupu, distante 312 km de São Luís. A investigação partiu deste crime e desta vez, os policiais conseguiram chegar ao bando antes da nova ação.

A Polícia Civil do Maranhão compartilhou informações com o Pará e o Piauí para esclarecer possíveis crimes do grupo nestes estados. Os presos foram encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.